Jaraguaense é eleito o melhor narrador esportivo de SC

Foto: RBN 94,3FM/Divulgação
Foto: RBN 94,3FM/Divulgação

Ao ser a única emissora de rádio premiada das regiões Norte, Vale do Itajaí e Litoral de Santa Catarina, a RBN 94,3 FM foi destaque no prêmio Acaert, um dos mais importantes da região Sul do Brasil.

Considerado o “Oscar” da radiodifusão de SC, o Prêmio Acaert de Rádio e TV completou dez edições no início de julho. Realizada no Infinity Blue Resort, em Balneário Camboriú, no Litoral Norte catarinense, a cerimônia de premiação destacou trabalhos nas categorias de Profissionais de Rádio, Profissionais de TV, Agência de Propaganda e Acadêmicos.

Especialistas na área da comunicação esportiva e profissionais da RBN 94,3FM, Rudimar Braga e Marlon de Oliveira, conquistaram a indicação ao prêmio mais desejado do Estado, na modalidade de “Melhor Narrador Esportivo”.

Um júri constituído por seis profissionais renomados do setor de comunicação de todo o país, alguns deles membros da USP, atuou na avaliação dos trabalhos de cada candidato, incluindo os finalistas da 94,3 FM. Em busca da vitória pela terceira vez e disputando com quatro grandes nomes da locução esportiva do rádio catarinense, o jaraguaense Rudimar Braga foi escolhido para receber o “Microfone de Ouro”, troféu cedido ao vitorioso de cada modalidade.

Vencedor do prêmio Acaert ao lado do diretor da 94,3FM, Olavo Reali - Foto: RBN/Divulgação
Vencedor do prêmio Acaert ao lado do diretor da 94,3FM, Olavo Reali – Foto: RBN/Divulgação

Antes mesmo da conquista, no início de maio, quando foi apontado como um dos cinco melhores do estado, o sentimento de felicidade já tomava conta. “Fiquei feliz em estar entre os finalistas, pois isso já é um reconhecimento muito grande de que seu trabalho tem destaque”, afirmou o melhor narrador esportivo de SC.

“Quando recebi a notícia ( da vitória), através do Emerson Gonçalves, que foi me representar na divulgação dos vencedores, minha alegria transformou-se em orgulho, pois as dificuldades de ganhar um prêmio desta categoria são enormes”, expressou Braga, um dia após a conquista do cobiçado prêmio.

Rudimar enfatiza a alta qualidade dos adversários, o que contribuiu para elevar o nível da competição. “Acredito que as conquistas se medem pelos seus concorrentes. Comigo eram finalistas o colega Marlon também da RBN e outros narradores de Concórdia, Joaçaba e SA Miguel do Oeste. Parabenizo a todos eles que apenas valorizaram ainda mais esta conquista, pois são grandes profissionais também”, ressalta o vencedor do prêmio Acaert.

Com início da carreira aos 17 anos, quando narrou um campeonato de profissionais liberais, Rudimar atuou na transmissão dos principais eventos de futebol, como campeonato brasileiro séries A e B, Copa do Brasil, libertadores da América, Copa América de Seleções, Sul-Americana, Copa do Mundo e decisões de estaduais em SC, RS, PR e RJ.

Embora o destaque no futebol seja visível, o esporte que garantiu o sucesso na competição foi o futsal. Diferenciado devido a sua velocidade e capacidade no acompanhamento das jogadas, Rudimar acredita que seu maior trunfo seja a habilidade de posicionar o ouvinte exatamente onde a bola está.

“Agradeço a todos que torceram por mim e vibraram com o prêmio. Meus colegas, amigos e claro a família. Agradeço a ACAERT por continuar com este evento, valorizando os profissionais do rádio e da televisão, pois embora pareça muito simples, é um grande desafio falar, comunicar, transmitir alegria e emoção as pessoas”, finaliza.