Crimes ambientais são constatados em bairros de Jaraguá do Sul

IGP

Técnicos do Instituto Geral de Perícias (IGP) de Santa Catarina  realizaram, na última quarta-feira(7), pericias em três locais onde foram identificados crimes ambientais. O levantamento do IGP fará parte do inquérito criminal aberto na Delegacia de Policia Civil da Comarca de Jaraguá do Sul. As denúncias de corte de vegetação, terraplanagem em área de preservação permanente, e de extração mineral ilegal tem gerado boletins de ocorrência na Policia Civil e, consequentemente, inquéritos policiais.

No bairro Vila Chartes, uma empresa foi responsabilizada após ser flagrada suprimindo a vegetação, efetuando a terraplenagem em área de preservação permanente, e extraindo mineral ilegal. Foram apreendidas duas escavadeiras hidráulicas. A área afetada é de aproximadamente 20 mil metros quadrados, com declividade do terreno acima de 45 graus.

Outro crime ambiental foi registrado no bairro João Pessoa. Uma empresa foi responsabilizada pelo crime após degradar uma área de 885 metros, com supressão de vegetação e terraplenagem.

No Boa Vista, um autônomo suprimiu uma vegetação e fazia terraplenagem em uma área de proteção permanente. Os danos foram comprovados num espaço de 790 metros quadrados, numa encosta, onde já foi feito o plantio de mudas nativas para a recuperação.

A Lei Federal de Crimes Ambientais (9.605/1998) prevê que as multas podem ultrapassar os R$ 300 mil, dependendo da gravidade. Enquanto o inquérito segue na Polícia Civil, as três áreas continuam embargadas, esperando a justiça determinar os valores das multas e a forma de recuperação do espaço degradado.

Para denunciar qualquer irregularidade deste tipo, entrar em contato com à Policia Militar (190) ou ouvidoria da Prefeitura (0800-642-0156, 156, www.jaraguadosul.sc.gov.br/ouvidoria)