Falta de educação de ciclistas e motoristas: uma das principais constatações da audiência sobre mobilidade urbana em Jaraguá do Sul

Audiência Mobilidade Urbana 16-10 (24)

A Câmara de Vereadores realizou nesta segunda-feira (16), audiência pública que tratou da mobilidade urbana dos ciclistas em Jaraguá do Sul. A primeira abordando este tema no município.

A proposição, aprovada pela Casa de Leis, foi de autoria do vereador Marcelindo Carlos Gruner (PTB), com objetivo de fomentar o debate e buscar melhorias quanto a mobilidade urbana, voltada aos ciclistas.

Estiveram presentes no encontro representantes do setor de trânsito da Prefeitura, do Instituto Jourdan, Conselho de Arquitetura e Urbanismo, Policia Militar, ONGs Ministério Público e comunidade em geral.

Vanessa Machado, representante da Bike Anjo, foi a primeira a fazer uso da palavra. Ressaltou o incentivo que o grupo de voluntários dá ao uso da bicicleta como meio de transporte e enfatizou alguns problemas enfrentados no município para quem usa a bicicleta. Situações como ciclofaixas e calçadas estreitas e a necessidade de dar mais segurança aos ciclistas.

Já Miguel Felipe Bianchi, representante do Conselho de Arquitetura e Urbanismo, reafirmou a necessidade de se pensar na infraestrutura das ruas como um todo, o que vai garantir mais segurança no trânsito.

Luís Fernando Marcolla, diretor do Instituto Jourdan afirmou que Jaraguá do Sul tem seu plano de mobilidade pronto e que já foi remetido à Câmara para ser votado. Afirmou que não basta apenas termos ciclovias, ciclofaixas e sistemas bem sinalizados se não tivermos campanhas de conscientização no trânsito.

Irio Riegel, diretor de Trânsito afirmou que, somadas ciclofaixas e ciclovias hoje, Jaraguá do Sul dispõe de 55 quilômetros de trajetos exclusivos para ciclistas. Se projeta chegar até o final desta gestão, a 56 quilômetros de ciclofaixas e mais 8 quilômetros de ciclovias. Num total de mais de 64 quilômetros. “Mas não adianta ampliar sem dar segurança. Tem que ser bem pensado”, disse ele. Afirmou que Jaraguá do Sul tem encaminhamento de empréstimo para contemplar a ciclovia do trabalhador (trecho da empresa Zanotti até Nereu Ramos). Outros projetos devem contemplar também ruas como, Manoel Francisco da Costa (do viaduto até a entrada da ponte que dá acesso ao município de Schroeder), trecho da Bertha Weege e Rua Antônio Machado, em Nereu Ramos.

Gildo Martins de Andrade Filho, Tenente Coronel 14º Batalhão de Polícia Militar, enfatizou que os números de acidentes de trânsito em Jaraguá do Sul são alarmantes. Frisou que há um grande desrespeito às regras de trânsito. “Precisamos ter educação no trânsito e trabalhar mais em campanhas para isso”, disse ele.

Também fez uso da palavra, o professor e escritor Charles Zimmermann. Desde 2004 ele deixou seu trabalho na área de comércio exterior e decidiu viajar pelo mundo. Optou pela bike como meio de transporte. Ele enfatizou os benefícios do uso da bicicleta, seja como meio de lazer ou mesmo para o trabalho.

O vereador Anderson Kassner contribuiu com os debates, expondo fotos de pontos de ciclofaixas e ciclovias que precisam de melhorias. Ressaltou a necessidade de criar acostamentos em algumas ruas, como forma de garantir mais segurança aos pedestres e ciclistas.

O Promotor da Infância, Rafael Meira Luz, sugeriu a criação de uma “mini cidade” para prática e educação no trânsito.

 Pontos levantados na Audiência Pública

 – Ampliação das ciclofaixas e ciclovias em Jaraguá do Sul;

– Sinalização e padronização vertical e horizontal das ciclofaixas e ciclovias;

– Ciclofaixas e ciclovias na pista destinada aos ônibus (reclamação dos motoristas);

Compartilhamento de calçadas;

– Observância da legislação vigente para os usuários de bicicleta;

– Conscientização no transito. Mais campanhas educativas;

– Atenção aos acostamentos;

– Manutenção e limpeza das ciclofaixas e ciclovias.

– Mais bicicletários

– Integração de ônibus com as bicicletas

– Sinalização vertical e horizontal nas ciclovias e ciclofaixas

 Segundo o vereador Marcelindo Carlos Gruner, nesta semana, todas as sugestões apresentadas e demais apontamentos feitos na Audiência Pública serão analisados e terão seu devido encaminhamento. A Audiência lotou o plenário da Câmara de Vereadores.

*Com informações Câmara de Vereadores de Jaraguá do Sul