Instalações do “Moleque Travesso” interditadas

WhatsApp Image 2018-11-08 at 21.50.50

Foto: Emerson Gonçalves/94,3FM

Na tarde da quinta (08) o Estádio João Marcatto, sede do Grêmio Esportivo Juventus, foi palco de uma operação conjunta dos Bombeiros Militares de SC, da Vigilância Sanitária Estadual e Municipal e do Conselho Tutelar local. O Salão Social do Clube e o alojamento dos atletas de base do “Moleque Travesso” foram os alvos.

A situação mais grave a do alojamento dos atletas, que atualmente serviam de moradia para jogadores da base (menores de idade). Condições de higiene e segurança não estavam sendo respeitadas e necessitam de melhorias urgentes. Já o Salão Social, os problemas se concentram nas condições de segurança elétrica e de combate a sinistros como incêndio. O alojamento e o Salão Social foram interditados, os atletas transferidos para um local adequado sanitariamente, bem como seguro. Os órgãos públicos deram um prazo para que até a próxima semana todas as citadas áreas estejam atendendo todas as normativas legais.

O presidente do Juventus, Cristiano Humenhuk, atendeu a reportagem da RBN 94,3 FM e se comprometeu a realizar as adequações legais.

 

O presidente aproveitou para desabafar as dificuldades que o Juventus enfrenta, especialmente pela falta de apoio, devido aos atos praticados em gestões anteriores.

 

Clique aqui e faça parte do grupo de WhatsApp da 94,3FM