Três homens são presos em flagrante em SC durante operação de combate à pedofilia

dfa9b67d-0c6d-4a73-b832-488110ffb53a

Eles armazenavam conteúdos de pornografia infanto-juvenil, segundo a Deic. Polícia Civil aprendeu eletrônicos em sete cidades.

Três homens, entre eles um idoso, foram presos em flagrante pela Polícia Civil em três cidades catarinenses durante a operação Luz na Infância, de combate à pedofilia, na manhã desta sexta-feira (20). Os três armazenavam conteúdo de pornografia infanto-juvenil. Um deles também é suspeito de compartilhar esses materiais.

Um homem de 28 anos foi preso em Criciúma, no sul catarinense, um de 60 anos em Biguaçu, na Grande Florianópolis, e um jovem de 22 anos em Canoinhas, no Norte do estado. Este último foi preso pelo armazenamento e compartilhamento de materiais, segundo a Diretoria Estadual de Investigações Criminais (Deic).

“Foram cumpridos 11 mandados de busca e apreensão e apreendidos computadores, tablets, celulares, notebooks, HD externo, pendrive. Em três desses mandados ocorreram as prisões. Nos outros oito locais foram recolhidos materiais necessários para investigação e encaminhados para perícia”, explica o delegado Luiz Felipe Rosado.

Os presos de Criciúma e Canoinhas estão detidos em delegacias dessas cidades e o preso em Biguaçu foi levado para a Deic, em Florianópolis. Até a publicação desta notícia eles continuavam prestando depoimento.

Em Santa Catarina cerca de 40 policiais e 16 peritos criminais e auxiliares estiveram envolvidos na operação para cumprir mandados em Biguaçu, Canoinhas, Criciúma, Itajaí, Lages, Palhoça e São José.

Os alvos da operação foram identificados durante as investigações que começaram há seis meses. Informações da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp) foram cruzadas com a Embaixada dos Estados Unidos no Brasil para coletar evidências “em ambientes virtuais” e chegar aos suspeitos.

O nome “Luz na Infância” foi escolhido porque a internet facilita a pedofilia e, via de regra, “os criminosos atuam nas sombras, nos ‘guetos’ da rede mundial de computadores. Luz significa propiciar a essas crianças e adolescentes – vítimas – o resgate da sua dignidade bem como retirar da obscuridade esses criminosos”, informou a polícia.

Fonte: G1 SC