Corpos de família morta em Alfredo Wagner são velados no PR

Casal e filho de 8 anos foram encontrados mortos em Alfredo Wagner na sexta-feira (9). Foto: Reprodução/Facebook
Casal e filho de 8 anos foram encontrados mortos em Alfredo Wagner na sexta-feira (9). Foto: Reprodução/Facebook

Os corpos de Loraci Matthes, de 50 anos, Carlos Tuneu e do filho deles Matheus Tuneu, de 8 anos, a família encontrada morta em Alfredo Wagner, na Grande Florianópolis, estão sendo velados na cidade de Marechal Cândido Rondon, no Paraná, na tarde deste domingo (11). Eles foram transportados do Instituto Médico Legal (IML) de Lages, na Serra, ainda neste domingo. Na sexta-feira (9), o pai foi achado morto ao lado do próprio carro a um quilômetro da entrada da residência da família. Mãe e filho foram encontrados mortos dentro da casa, em uma propriedade rural. A hipótese da Polícia Civil é que eles tenham sido assassinados. Um homem de 44 anos foi preso ainda na sexta suspeito de ser o autor do triplo homicídio. O velório começou na capela da Funerária Marechal perto das 16h30 deste domingo, segundo a Funerária São Jorge. Os corpos serão enterrados às 16h desta segunda (12) no cemitério Bom Jardim, também em Marechal Cândido Rondon. A Polícia Civil informou que o município paranaense é o local de nascimento de Loraci Matthes. O Instituto Médico Legal (IML) informou que uma parente da família que mora no Rio de Janeiro fez a liberação dos corpos no final da tarde de sábado (10).

Depoimento

Em depoimento oficial à Polícia Civil, o suspeito, Arno Cabral Filho, de 44 anos, ficou calado. Ele foi ouvido no sábado, segundo a defesa dele, feita pelo advogados Diego Rossi Moretti e Jonas de Oliveira. Em nota, a defesa afirma que “esteve presente em todos os depoimentos prestados pelo investigado, e que em nenhum momento este confessou a prática dos crimes”. Porém, a Polícia Civil informou na sexta (9) que, ao ser levado para delegacia, o suspeito afirmou informalmente que matou a família. Até este domingo, o homem estava no presídio em Lages, na Serra catarinense.

Mortes

A família morava na localidade de Santa Bárbara, no interior de Alfredo Wagner. Loraci Matthes era brasileira e Carlos Tuneu, argentino. O filho era nascido no Brasil. O Instituto Médico Legal (IML) informou na noite de sexta que o exame preliminar nos corpos indicou que as vítimas foram agredidas com um instrumento contundente, que cause lesões. A Polícia Militar informou que o crime ocorreu por causa de uma cobrança de dívidas e o suspeito é o devedor, um comerciante da cidade. Ele foi encontrado a cerca de 20 quilômetros de Alfredo Wagner, no município de Bom Retiro.

Fonte: G1sc