Três homens morrem em SC durante confrontos com a PM, diz corporação

Pistola foi apreendida após abordagem da PM que resultou em morte — Foto: PM/Divulgação
Pistola foi apreendida após abordagem da PM que resultou em morte — Foto: PM/Divulgação

Três homens morreram em confrontos com a Polícia Militar na manhã de quinta-feira (19). Em Itajaí, um jovem de 19 anos morreu baleado e em Itapema foram dois homens de 25 e de 34 anos. Segundo a Polícia Militar, os três tinham passagens pela polícia e estavam em atitudes suspeitas.

Itajaí

O caso foi por volta das 10h no bairro Salseiros. A PM disse que, em uma abordagem, dois jovens de 18 e 19 anos sacaram armas contra os policiais, que revidaram. Ambos foram baleados. O de 19 anos morreu no local e o de 18 anos foi levado para um hospital da região. O estado de saúde dele não foi informado. Ainda segundo a PM, o rapaz que morreu tinha passagens por tráfico de drogas, assim como o ferido. Foram apreendidos dois revolveres calibre 38, seis quilos de maconha e 90 gramas de crack.

Itapema

Por volta das 11h30, uma equipe do Pelotão de Patrulhamento Tático (PPT) tentou abordar dois homens em uma motocicleta em uma área que seria de invasão. Eles estariam em atitude suspeita, tentaram fugir, mas caíram de moto. Conforme relatório da PM, quando os policiais saíram da viatura, o motociclista de 35 anos sacou um revolver e apontou aos agentes, que revidaram. Conforme a corporação, o carona de 25 anos fugiu para uma área de mata e foi perseguido. Ele apontou uma pistola para os policiais, que também revidaram. Ainda conforme a PM, os dois foram socorridos pelos bombeiros, mas não resistiram aos ferimentos e morreram no local. A polícia informou que os dois tinham, juntos, mais de 40 passagens policiais. No local foram apreendidos um revólver calibre 38 com 4 munições, uma delas deflagradas e uma pistola preta calibre 380 com 4 munições A PM não detalhou se os policiais ficaram feridos e quantos tiros foram disparados pela guarnição. Um inquérito policial militar deve ser instaurado para apurar as circunstâncias do caso.

Fonte: G1SC