Vereador de São Bento do Sul é preso suspeito de exigir vantagem indevida

Vereador Cesar Godoy(PSB). Foto: Câmara de Vereadores de São Bento do Sul
Vereador Cesar Godoy(PSB). Foto: Câmara de Vereadores de São Bento do Sul

A Polícia Civil cumpriu um mandado de prisão preventiva contra o vereador César Godoy (PSB), de São Bento do Sul, Norte catarinense. Ele é suspeito de concussão, que é exigir vantagem indevida em função do cargo. De acordo com o delegado Gustavo Muniz Siqueira, o parlamentar foi preso na quarta-feira (21) e seguia no sistema prisional até a tarde desta quinta (22). O G1 não conseguiu contato com a defesa do suspeito. A Câmara Municipal de São Bento do Sul não se manifestou sobre o caso, mas informou que não havia nenhum parlamentar no lugar de Godoy até a tarde desta quinta.

Investigação

Foram investigados seis casos em que o vereador é suspeito do crime. A Polícia Civil cumpriu mandado de busca e apreensão no gabinete dele em 6 de agosto. A polícia informou que obteve provas durante a investigação de que o vereador coagiu uma das vítimas do crime para que não o denunciasse. Por causa disso, foi pedida a prisão dele. Segundo a Polícia Civil, o Ministério Público também constatou que mais duas vítimas foram coagidas. O vereador foi preso em casa. Ele já prestou depoimento, mas a polícia não foi divulgou o que ele falou. Um assessor dele, suspeito de envolvimento no crime, teve o afastamento do cargo determinado pela Justiça. O delegado não revelou mais detalhes do caso, mas afirmou que o inquérito policial deve ser concluído na próxima semana. O suspeito está preso em Mafra, também Norte do estado. Em julho, o vice-prefeito de São Bento do Sul foi preso pelo mesmo crime. O delegado afirma que não há conexão direta entre eles.