Câmara discute reposição de aulas, imposto para cemitério e conservação de parques em Jaraguá

unnamed (10)

Arlindo Rincos afirmou que visitou escolas municipais no final de semana. Foto: Divulgação

Estes foram alguns dos assuntos abordados na sessão desta terça-feira (30) na Câmara de Vereadores de Jaraguá do Sul.

CURSO DE MEDICINA

Jaime Negherbon e Marcelindo Gruner celebraram o início das obras da faculdade que irá oferecer o curso de medicina em Jaraguá do Sul. Negherbon lembrou que essa foi uma luta em que ele se empenhou há alguns anos. Ambos os parlamentares acreditam que a abertura do curso vai aumentar a oferta de médicos na cidade. Gruner ainda ressaltou o fato de Jaraguá do Sul ter entrado para o rol das poucas cidades brasileiras que possuem um curso de medicina.

ALVARÁS

Jackson de Ávila relatou ter visitado a Secretaria de Planejamento nesta terça-feira (30) para tomar conhecimento sobre a liberação de alvarás do Projeto Legal. Ele afirmou ter visto um resultado positivo. Segundo seu relato, de 1° a 26 de maio já foram analisados 308 projetos.

IMPOSTO PARA O CEMITÉRIO

Ademar Winter disse ter sido procurado por moradores do bairro Três Rios do Norte com reclamações sobre o imposto territorial que tiveram que pagar pelo cemitério da comunidade. Segundo o vereador, foram R$ 2.630,00. “Acho que todo cemitério deveria ser isento”, advogou.

O presidente da Casa, Pedro Garcia, assegurou que irá buscar uma solução junto à Prefeitura para esse caso.

REPOSIÇÃO DE AULAS

Arlindo Rincos afirmou que visitou escolas municipais no final de semana para verificar a reposição das aulas que foram perdidas durante a greve dos servidores. Junto ao vereador Ronaldo de Souza, expôs que algumas medidas determinadas pela justiça não estavam sendo cumpridas. “Tiveram escolas que só se encontravam a diretora, a servente e a merendeira. Em outra tinha a equipe quase completa. Fomos ver a merenda e só tinha bolachinhas, achocolatado e frutas. Não é essa a determinação da juíza” acusou.

O líder de governo, Marcelindo Gruner, e o vereador Jackson de Ávila comprometeram-se em averiguar as questões.

ECONOMIA NA CÂMARA

Eugênio Juraszek contou que está realizando um estudo para diminuição de gastos na Câmara de Vereadores. Segundo ele, técnicos do Sesc estiveram na Casa e fizeram um relatório com as ações que podem ser feitas para a redução dos gastos com energia elétrica como a instalação de sensores de presença em ambientes do prédio.

Eugênio

CONSERVAÇÃO DE PARQUES

Juraszek também parabenizou as comunidades que cuidam de parques públicos em Jaraguá do Sul. “No Hanemann tem uma baita de uma praça com um parquinho, campo de futebol, de basquete e a comunidade se prontificou a cuidar daquela praça”, felicitou. Anderson Kassner e Marcelindo Gruner fizeram coro ao discurso e relataram que a comunidade da Barra do Rio Cerro tem exemplos que podem ser apresentados à sociedade para que este tipo de ação seja estimulada.

FUMDAM

Jaime Negherbon comemorou o anúncio do Fundam pelo governador do estado, Raimundo Colombo. Ressaltou que esse programa já pavimentou muitas ruas na cidade na gestão passada e que espera que algumas ruas dos bairros Barra do Rio Cerro, São Luís e Nereu Ramos. “Ruas que foram detonadas por obras do Samae, que eram necessárias, e gostaria de pedir que esse dinheiro viesse para recuperar essas ruas”, solicitou.

Jaime