Demora nos Correios, conserto de ruas e casas interditadas foram discutidos na Câmara

camara

Estes foram alguns dos assuntos abordados pelos vereadores jaraguaenses na sessão ordinária da Câmara Municipal desta terça-feira (06).

DIA MUNDIAL DO MEIO AMBIENTE

Celestino Klinkoski lembrou o Dia Mundial do Meio Ambiente comemorado neste 5 de junho. “Criado em 1972, este dia tem o objetivo de conscientizar as pessoas sobre a preservação ambiental e criar uma postura crítica e ativa com relação aos problemas ambientais. Nós seres humanos somos os grandes responsáveis pelas mudanças climáticas no nosso planeta e nós vamos ter que buscar soluções para eles”, argumentou.

O vereador comentou sobre o lançamento do Projeto Mananciais, também no dia 5 de junho, na Acijs. O Projeto é fruto da assinatura do termo de cooperação entre o Fundo Nacional do Meio Ambiente e a Associação dos Municípios do Vale do Itapocu (Amvali). O vereador Isair Moser fez coro ao discurso e parabenizou os municípios pelo projeto. Ambos os parlamentares são formados em Gestão Ambiental.

CICLO DE PALESTRAS

Klinkoski também convidou os demais edis para um ciclo de palestra sobre o meio ambiente, voltado aos agricultores, realizado pelo Samae. No dia 09/06 a palestra acontece na Sociedade Aliança no Rio Cerro II, no dia 14/06 na Sociedade Caxias bairro Santa Luzia, dia 23/06 no Rio da Luz II no salão Centenário e dia 30/06 no Garibaldi no salão da comunidade Santo Estevão. Todas às 14h e gratuitas. As palestras terão o tema “Área rural e Licenciamento Ambiental, Cadastro Ambiental Rural e Programa de Regularização Ambiental, Projeto Mananciais e Propriedade Legal”.

CIDADE MAIS PACÍFICA DO BRASIL

Os vereadores Isair Moser e Marcelindo Gruner parabenizaram a sociedade jaraguaense pelo posicionamento no ranking no Atlas da violência no Brasil feito pelo Instituto de Pesquisas Econômicas Aplicadas (Ipea). Pelos dados do Instituto, Jaraguá do Sul é a cidade – acima de 100 mil habitantes – mais pacífica do país. Gruner parabenizou também o trabalho das polícias no município que colaboram para esse desempenho. Moser chegou a citar uma frase do Papa Francisco: “A paz é um bem que supera qualquer barreira porque é um bem de toda a humanidade. Paz para todos”, desejou.

COMPRA DE MINIESCAVADEIRA

Eugênio Juraszek revelou que fará uma indicação para que a Prefeitura compre uma miniescavadeira para realizar pequenas obras no centro da cidade. Segundo ele, não há necessidade de grandes máquinas serem utilizadas para esse tipo de serviço, coisa que acontece atualmente.

PAVANELLO NA CCO

Arlindo Rincos comemorou a nomeação de Alcides Pavanello para a Comissão Central Organizadora da Schützenfest. “Vamos ter uma grande festa, pois Pavanello é uma pessoa competente e comprometida”, exaltou.

REUNIÃO COM DIRETOR DOS CORREIOS

Rincos também esclareceu sua visita à sede dos Correios em São José, na região metropolitana de Florianópolis, no dia 31 de maio para conversar com o diretor geral dos Correios em Santa Catarina, Marciano da Silva Vieira. O objetivo da visita foi buscar soluções para a demora na entrega das correspondências na cidade. O diretor atendeu ao pedido do vereador e virá a Jaraguá do Sul para uma reunião com os demais parlamentares e autoridades municipais a fim de explicar a atual situação dos Correios no município, além de ouvir as demandas jaraguaenses. A reunião está marcada para o dia 27 de junho, às 10h, na Câmara de Vereadores e a imprensa está convidada a participar.

FALECIMENTO

Jaime Negherbon aproveitou a ordem do dia para registrar o falecimento de Olindo Koehn, amigo de vários vereadores e atuante na comunidade do Garibaldi. Koehn morreu no último final de semana em virtude de choque elétrico durante a reforma de uma residência.

CONSERTO DE RUAS

Negherbon também comentou suas indicações de números 1051, 1054 e 1055 de 2017 que pede o conserto de asfalto e ruas com lajotas. Ele lembrou que há alguns anos foi preciso que o Samae ordenasse obras na tubulação de esgoto da cidade para levar o tratamento de esgoto para alguns bairros. Porém agora, segundo ele, é preciso arrumar os desníveis que ficaram após as obras.

REUNIÃO SOBRE CASAS INTERDITADAS

Jackson de Ávila comentou a reunião que teve com moradores que reivindicam uma solução para o impasse das casas interditadas pela Defesa Civil em Jaraguá do Sul. Para Ávila, a venda de terrenos e casas há alguns anos não obedeceu a critérios de segurança e agora o município está tendo que lidar com o problema. Todavia, o parlamentar assegurou que redobrará os esforços em busca de soluções.