Advogado de Pizzolatti diz: “Ele é dependente químico do álcool e vai ser internado”

23984744

Com sinais claros de embriaguez segundo a Polícia Militar Rodoviária (PMRv), embora tenha se negado a fazer o teste do bafômetro, o ex-deputado federal  João Alberto Pizzolatti Júnior deve ser internado pela família em uma clínica de reabilitação para tratar um problema de alcoolismo após se envolver em um grave acidente de trânsito nesta quarta-feira. A informação foi confirmada pelo advogado de Pizzolatti, Michel Saliba, que está em Brasília e conversou com a reportagem do Santa após falar com o irmão do ex-deputado.

O carro Volvo XC60, com placas de Balneário Camboriú, que Pizzolatti conduzia bateu contra outros dois veículos na rodovia SC-421 entre Blumenau e Pomerode. Um Fiat Mobi que se envolveu na colisão pegou fogo e o motorista — um jovem de 23 anos — sofreu uma fratura em um dos braços e passará por cirurgia no Hospital Santo Antônio, em Blumenau, ainda nesta quarta-feira conforme a assessoria da instituição.

Segundo Saliba, o ex-deputado sofre de alcoolismo e depressão desde que perdeu o mandato político por envolvimento na Lava-Jato. O advogado diz que Pizzolatti chegou a ser internado e passar três ou quatro dias em uma clínica a cerca de seis meses atrás, mas não deu prosseguimento ao tratamento. Ele também estaria tomando remédios para depressão.

Saliba diz que Pizzolatti está “incomunicável” depois do acidente e não soube informar se o ex-deputado vai se entregar à polícia. Ele foi levado ao Hospital Santa Isabel pelo Corpo de Bombeiros mas recusou atendimento e está com a família.

Segundo a PMRv, ele foi levado ao hospital por pedido dos médicos e por isso não foi detido, mas foi lavrado um termo contra ele por embriaguez ao volante.

Fonte: Diário Catarinense