Brusque segura vantagem contra o Juventus e volta à final do Campeonato Catarinense após 28 anos

Imagem: ge

Resumão

O Brusque está na final do Campeonato Catarinense 2020. O Quadricolor fez valer a vantagem obtida no jogo de ida com a vitória por 3 a 2 sobre o Juventus, em Jaraguá do Sul, para se garantir pela segunda vez na decisão, encerrando o jejum de 28 anos. No confronto de volta, na noite desta quarta-feira, os times ficaram no 0 a 0, no estádio Augusto Bauer, em Brusque.

Como fica?

Com a classificação, o Brusque vai para uma decisão inédita. Isso porque, a vez que esteve na final, em 1992, o rival foi o Avaí. Agora, o time do Vale do Itajaí vai encarar a Chapecoense, que eliminou o Criciúma na disputa dos pênaltis no Heriberto Hülse.

Próximo jogo

Como a Federação Catarinense de Futebol não tem previsão de quando será a final do estadual, o Brusque se prepara agora para a estreia na Série C do Brasileiro. Atual campeão da Série D, o Quadricolor entra em campo no sábado, às 17h, diante do Ypiranga-RS, no Augusto Bauer, pelo Grupo B.

Primeiro tempo

Mesmo desfalcado dos atacantes Poffo e Itinga, lesionados, e de Fabinho e Felipe Gregório, suspensos, o Juventus se impôs diante do Brusque. O Moleque Travesso criou jogadas perigosas, sempre pelo lado esquerdo de ataque com Luiz Henrique e Pablo. A melhor chance do time de Jaraguá do Sul foi com Marllon, que bateu fraco. O Quadricolor, em vantagem na semifinal, teve chances apenas no fim do primeiro tempo. Ianson cabeceou uma bola no travessão, enquanto Thiago Alagoano mandou uma outra bola na trave e o artilheiro Edu perdeu um gol sem goleiro, digno de lance inacreditável.

Segundo tempo

Nos últimos 45 minutos, o Juventus foi para o tudo ou nada, enquanto o Brusque segurou a vantagem para comemorar no apito final. Antes disso, porém, o time sofreu bastante. O Moleque Travesso precisava do gol, e o técnico Jorginho colocou tudo o que tinha à disposição no banco de reservas. A equipe grená conseguiu apenas lances esporádicos, mas que não foram suficientes para levar ao menos a decisão para os pênaltis. O Brusque teve os contra-ataques a seu favor, mas o 0 a 0 foi suficiente para a classificação.

Fonte: GE/RBN94,3