Delegação de atletismo é campeã geral do Brasileiro sub 16


A delegação jaraguaense de atletismo sagrou-se campeã geral – equipe com maior pontuação – do Campeonato Brasileiro Loterias Caixa de Atletismo sub 16. A competição, promovida pela Confederação Brasileira de Atletismo, entre 1º e 3 de outubro,  em Cascavel (PR), contou com 478 atletas de 103 clubes de todos os Estados brasileiros.

A soma dos 32 pontos do naipe masculino com os 71 do feminino renderam uma diferença significativa em relação à segunda colocada, a Associação Desportiva do Centro Olímpico (SP), que obteve 85 pontos. Vale lembrar que a equipe paulista treina no Centro Olímpico de Treinamento e Pesquisa, uma das principais referências da modalidade no Brasil.

A pontuação é computada até o sexto lugar em cada prova. As medalhas são importantes, mas os atletas que chegam entre o quarto e sexto lugares também  colaboram para a soma dos pontos por equipe.

Para a atleta Kellin Fischer que juntamente com Carol, Pabula e Rafaela, conquistou o título de Campeã Brasileira do revezamento 4×75, com a melhor marca da temporada (9’74”), “participar do Brasileiro foi experiência incrível e mais importante pela conquista de campeã geral. Só tenho a agradecer ao técnico Ezequiel, à família APA – Associação Prática de Atletismo –  e à  Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer, além de amigos, familiares e apoiadores, fundamentais para nossos resultados”.

Compondo a equipe do programa Bolsa Técnico Desportivo desde 2017, o técnico Ezequiel Emerson Wagner elogiou o desempenho das meninas no evento e a primeira colocação geral. “A vitória veio impulsionada pela força feminina, uma geração que desde 2017, ainda na categoria sub 14, tem resultados importantes. Quando o revezamento delas entra em cena, eu costumo brincar que vou para a arquibancada ver o show, porque elas são demais”, explica.  A equipe feminina fez a mesma pontuação do time campeão, mas perdeu o primeiro lugar pelo critério de desempate. “A excelente performance das meninas, juntamente com os resultados dos meninos, colocam o nome de Jaraguá do Sul e de Santa Catarina na história do atletismo do Brasil”, pondera. Os representantes de Jaraguá do Sul, com 170 mil habitantes e três técnicos, desbancaram os atletas do Centro Olímpico de Treinamento e Pesquisa de São Paulo, que conta com nove técnicos e 12,3 milhões de habitantes”, comemora.

O treinador Abel Curtinove não economizou elogios à atuação da equipe: “É um orgulho ver o trabalho sério sendo bem desenvolvido, com políticas públicas atuantes fomentando o esporte por intermédio da Secel, além do engajamento da comunidade com a APA. Os treinadores não teriam condições de desenvolver seu trabalho sem as condições que são propiciadas pelo município, projetos, patrocinadores e apoiadores. Só temos a agradecer, pois os resultados são frutos da soma de esforços. (Com colaboração de Dinalberto Moreira).

Resultados coletivos:
Medalha de ouro no revezamento 4 x 75m feminino: Pabula Gabriele Karsten, Carolina Menel Lopes, Rafaela Stinghen Neri e Kellin Luana Fischer;

Resultados individuais:
– Kellin Fisher,  medalha de ouro nos 75 metros e o quarto lugar nos 250 metros rasos;    
– Rafaela Stinghen Neri, medalha de prata no salto com vara e quinta colocada no salto em altura;
– Carolina Menel Lopes pontuou nos 250 metros rasos (5º lugar) e nos 300 metros com barreiras (6º lugar);
– Pabula Gabriele Karsten, além da medalha de ouro no revezamento 4X75, obteve o sexto lugar nos 300 metros com barreiras e o sétimo lugar nos 80 metros com barreira;
– Paulo Henrique Pedroso Batista, medalha de ouro nos 100 metros com barreiras;    
– William Moacir Pereira conquistou a prata no lançamento de martelo e sexto lugar no lançamento de disco;
– Kauan Lima Batista, medalha de bronze no salto com vara;
– Amanda Leticia de Tofel foi a quarta colocada no lançamento de martelo;
– Natalia Valcanaia conquistou o 6º lugar no salto com vara;
– Mayara Koslowski Rechziegel, semifinalista dos 1.000 metros rasos e 80 metros com barreiras ;
– João Victor Alves, semifinalista nos 100 metros com barreiras e 300 metros com barreiras; 
– Lucas Pereira da Silva participou das provas de lançamento de dardo, lançamento de disco e revezamento 4×75 metros, obtendo, respectivamente, o 7º, 12º e 10º lugares.