Professor de Joinville é premiado pela NBA por trabalho desenvolvido com alunos


Um professor de Joinville foi premiado pela NBA pelo trabalho desenvolvido com alunos da Escola Municipal Pauline Parucker, no bairro Boehmerwald. Fernando da Silva foi um dos seis profissionais da educação do Brasil reconhecidos no Desafio Basquete Criativo.

A escola será premiada com um kit de basquete Jr. da NBA com dez bolas de basquete, um troféu, dez coletes, uma camisa personalizada para o professor, dez mini-cones, um saco de bolas personalizado e uma prancheta personalizada.

O concurso foi promovido pela liga de basquete dos Estados Unidos e pelo programa de formação Impulsiona. O objetivo era criar, em parceria com os alunos, uma tabela e um aro de basquete de forma criativa e com materiais alternativos. Além disso, a atividade precisaria ser aplicada em uma aula de educação física.

Fernando realizou a atividade com os alunos do 8º ano, mas a discussão sobre o projeto envolveu a escola inteira. A ideia que inspirou o desenvolvimento da estrutura premiada partiu de um estudante do 3º ano do ensino fundamental.

Estrutura criada por professor e alunos

O menino compartilhou com o professor que já havia brincado de arremesso em um aparelho que, quando o jogador acertava a cesta, enviava a bola de volta à pessoa com o direito de fazer um novo lançamento.

Foi isso que inspirou o professor a desenvolver uma estrutura com materiais como EVA, pneu e lona que formaram uma espécie de túnel para devolver a bola ao jogador. A cada cesta acertada, os alunos precisam dar um passo para trás para tornar o próximo arremesso mais desafiador.

Segundo o professor, a intenção de participar do concurso era mobilizar os alunos através do basquete e incentivar o protagonismo desses jovens.

– Era mostrar às crianças e adolescentes que eles podem ser vencedores se demonstrarem vontade, disciplina e esforço. Espero que toda vez que olharem o troféu ou jogarem com as bolas da NBA, sintam orgulho e acreditem que podem fazer coisas incríveis na vida – afirmou.

Fonte: NSC