Simone Ponte Ferraz embarca nesta quinta rumo às Olimpíadas de Tóquio


A atleta Simone Ponte Ferraz segue nesta quinta-feira (15) rumo às Olimpíadas, em Tóquio, e também para a história do atletismo de Jaraguá do Sul, defendendo o time Brasil. Ela compõe a delegação brasileira, formada por outros 52 velocistas, na prova dos três mil metros com obstáculos, num projeto de preparação e treinamento chamado ‘SPF Tokyo 2021”, iniciado há cinco anos. “Neste período, intensificamos os treinamentos, dediquei-me cem por cento ao atletismo e, quando recebi a notícia da convocação, foi um momento mágico, indescritível. É uma alegria que não cabe no peito”, explicou. O objetivo principal do projeto era disputar a Olimpíada. “Configurar-se entre os melhores do mundo é, por natureza, um grande desafio. Continuo a caminhada, buscando a  melhoria da minha marca pessoal e, quem sabe, participando de uma final”, pondera. 

A atleta iniciou a vida no esporte incentivada por professora de Educação Física, em Ponte Serrada (SC), sua cidade natal, quando destacou-se em provas de resistência. Até a chegada ao atletismo de Jaraguá foram mais alguns anos, por meio do então técnico Adriano Moras, que conheceu Simone em 2005, em jogos escolares. “Os primeiros passos ocorreram na pista de atletismo do Baependi e hoje temos a nossa própria pista, a nossa casa, o que contribuiu muito para a minha evolução”, comemora.

Simone procurou parceiros, patrocinadores e investidores no projeto olímpico. “Recebi negativas, mas também tive respostas positivas de pessoas que estão comigo no Projeto Tokyo”. Em cerimônia realizada na quinta-feira (8), no Centro de Inovação, para comemorar a classificação, Simone agradeceu o empenho e apoio da Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer (Secel). Na ocasião, a secretária Natália Lúcia Petry disse que o município segue com muito orgulho pela pessoa e profissional que é referência aos demais atletas de base. A secretária ainda disse que a pista de atletismo, utilizada para o treinamento de Simone e de outros ligados à modalidade, vem recebendo melhorias nos últimos anos. “Há um constante investimento, com projeto para a cobertura da arquibancada, construção de vestiário, lanchonete e paisagismo”. 

Sobre a prova – 

Os três mil metros com obstáculos são disputados em uma pista de atletismo com barreiras e fossos de água e deriva de steeplechase, da antiga e tradicional corrida de cavalos, disputada com obstáculos em campo aberto.

Foi primeiramente disputada nos Jogos Olímpicos de Paris, em 1900, em duas distâncias: 2,5 mil e quatro mil metros. A distância de três mil metros tornou-se padrão em 1920, durante os Jogos de Antuérpia, em 1920. Somente em Pequim (2008), o Comitê Olímpico Internacional integrou a prova também para as mulheres, que tem o recorde mundial da russa Gulnara Galkina (8:58.81).

Carreira profissional de Simone Ponte Ferraz

2001 – Início das competições escolares;
2005 – Integra a equipe de atletismo de Xanxerê;
2006 – Integra a equipe de atletismo de Jaraguá do Sul;
2014 –  Integra a equipe de atletismo de Blumenau;
2015 – Integra a equipe de atletismo de Brusque;
2017 – Integra a equipe de atletismo de Joinville;
2019 – Convocação para a Seleção Brasileira;
2019 – Time Brasil do COB nos Jogos Pan-Americanos;
2020 –  Integra a equipe de atletismo de Jaraguá do Sul;
2021 – Time Brasil COB Jogos Olímpicos de Tóquio.