Câmara de Jaraguá do Sul aprova investimentos para atender animais vítimas de maus tratos

Foto: Divulgação

Os vereadores de Jaraguá do Sul, nesta terça-feira (23), autorizaram a Prefeitura – através da Fundação Jaraguaense do Meio Ambiente (Fujama) – investir o valor de R$ 385 mil para atender a despesas com ações do Projeto Bem-Estar Animal. Os recursos serão utilizados para promover atendimentos veterinários a animais vítimas de maus tratos e de abandono. 

O Projeto Bem-Estar Animal é mantido pela parceria entre a Secretaria Municipal de Saúde, Fujama e ONGs de proteção aos animais e se divide em duas áreas: o controle populacional e o combate aos maus tratos. Desta vez serão investidos R$ 365 mil para atendimentos emergenciais, R$ 5 mil para castração, R$ 10 mil para fornecimento de alimentos a esses animais e R$ 5 mil para outros atendimentos. 

Durante a sessão, os vereadores debateram o projeto. Anderson Kassner (PP) ressaltou que essa é mais uma evolução na causa animal e lembrou que sempre defendeu que o trabalho de cuidados dos animais abandonados deveria ser desempenhado pela Fujama, pois envolve uma questão ambiental. 

Luís Fernando Almeida (MDB) afirmou que futuramente será preciso investir mais recursos nesta causa, pois o problema ainda é grande. Ele lembrou do momento delicado da economia no país, mas destacou que, mesmo em meio à pandemia, o Executivo jaraguaense não deixou de investir nesta área. 

Jair Pedri (PSD) também salientou a importância do investimento, mas advertiu que qualquer quantia de recursos que seja destinado ao problema sempre será insuficiente se as pessoas continuarem abandonando os animais. Para ele, é preciso ter uma fiscalização rígida e uma punição exemplar a fim de diminuir a incidência do abandono.