Vereador de oposição diz que agressão é reflexo da violência praticada pelo prefeito de Jaraguá do Sul

Vereador Arlindo Rincos(PSD). Foto: Emerson Gonçalves

A agressão ao ex-vice-prefeito, ex-vereador e atualmente Diretor de Obras da prefeitura de Jaraguá do Sul, Jaime Negherbon(MDB), repercutiu na cidade e região nesta terça-feira(11). Negherbon foi agredido no domingo(9), em uma localidade no bairro Rio da Luz, onde acontecia uma festa, após o temporal que atingiu a cidade e provocou alagamentos de casas, comércio e ruas. Procurado para falar sobre o episódio, ele não quis se manifestar. O presidente da executiva municipal do MDB, Eduardo Bertoldi, repudiou a agressão e disse esperar a punição dos culpados. Diversas entidades e políticos, entre elas, Acijs, CDL, prefeito, pastores, padre, vice-prefeito, comandante da Polícia Militar e delegado regional, assinaram e divulgaram uma nota de repúdio, em que afirmam “Jaime foi vítima de intimidação covarde e agressão física no último fim de semana enquanto prestigiava um evento da comunidade. Ressaltamos que a sociedade tem o direito e o dever de cobrar de seus representantes soluções para os seus problemas, porém, não pode nunca compactuar com o uso da violência. Jaraguá do Sul é uma cidade conhecida por ser uma das mais seguras do Brasil. Não podemos deixar que comportamentos agressivos e criminosos sejam naturalizados, virem motivo de piadas em correntes de redes sociais e acabem banalizados. Expressamos nosso desejo de rápido e pleno restabelecimento da vítima e de justa punição de seu agressor, lembrando que a violência não se justifica sob nenhuma forma”. O fato também repercutiu na Câmara de Vereadores de Jaraguá do Sul, na sessão desta terça-feira(11). Em pronunciamento na tribuna, o vereador Arlindo Rincos(PSD), atribuiu a violência a revolta contra a administração municipal e citou as agressões verbais do prefeito contra os servidores municipais.