Morte no presídio: Direção confirma óbito de detento na cela em Jaraguá do Sul


O preso deu entrada na quinta-feira e morreu no dia seguinte. A informação foi confirmada pelo Diretor José Luis Arbigaus. Segundo ele, todos os procedimentos legais cabíveis nesta situação foram tomados imediatamente. O diretor salienta que os familiares, o Juiz da Execução Penal e o Promotor responsável foram comunicados logo depois da confirmação do óbito. Outros procedimentos padrões também foram realizados com o acionamento da polícia civil e IGP. Inquéritos foram encaminhados para apurar o ocorrido, salientando que outras informações mais sigilosas serão repassadas somente aos órgãos responsáveis pela Execução e fiscalização, além dos familiares.

Arbigaus destaca que o homem deu entrada no final a tarde de quinta-feira (16), passou pelos procedimentos padrões do presídio, além dos protocolos sanitários impostos pela pandemia. Ele fez exame médico, constatou-se que estava debilitado mas não  apresentava nenhuma situação mais gravosa de saúde. Após triagem, ficou isolado e morreu na cela onde estava sozinho, por volta das 15 horas de sexta-feira (17). Aparentemente, segundo o diretor, morreu dormindo e as causas estão sendo apuradas. O resultado será informado somente para familiares, ao Ministério Público e Poder Judiciário.

A PRISÃO

O homem que morreu no presidio de Jaraguá do Sul foi preso um dia antes de sua morte pela Polícia Militar. A ocorrência, segundo relatório oficial, foi registrada na quinta-feira, dia 16, por volta das 17h30m, quando a guarnição Policial em patrulhamento pela Avenida Prefeito Waldemar Grubba, na Vila Lalau, abordou um homem de 44 anos. Ao verificar a documentação, constatou-se que o abordado possuía um mandado de prisão em aberto, pelo crime de furto. Diante disso, recebeu voz de prisão e foi encaminhado ao presídio regional de Jaraguá do Sul.