Executivo faz acordo com vereadores, afasta Ademir Isidoro e evita CPI do Samae


Através do líder do governo, Luis Fernando Almeida (MDB), o prefeito Antídio Lunelli (MDB) conseguiu dar a volta por cima num grande problema que poderia enfrentar durante a campanha eleitoral – A CPI do SAMAE. A Comissão Parlamentar de Inquérito, cobrada pelos vereadores Jeferson Cardozo (UNIÃO) e Rodrigo Livramento (NOVO), precisava de uma quarta assinatura para ser encaminhada. No entanto, quando a vereadora Nina Camello (PP) confirmou o seu nome no pedido de CPI, os vereadores já haviam selado um acordo pelo afastamento de Ademir Isidoro da presidência do Samae, a exoneração de servidores investigados e a criação de uma comissão interna que eles mesmos vão coordenar na autarquia, que agora terá Eduardo Bertoldi no comando, acumulando duas presidências, a presidência do SAMAE e a presidência do MDB.

De acordo com o Vereador Luis Fernando Almeida (MDB), as tratativas feitas entre ele e os vereadores Jeferson, Livramento e Sirley, foram avalisadas pelo gabinete do prefeito. Na portaria da exoneração, Antídio declara no documento que o encaminhamento está sendo feito “a pedido” de Ademir Isidoro.

Questionados pelo jornalismo da RBN, Jeferson e Livramento garantiram que a CPI não está descartada e caso as premissas do “acordo” não sejam cumpridas, poderá ser instalada a qualquer momento. Argumentaram que, com a comissão criada e prometida pelo prefeito, terão plena liberdade para investigar supostas irregularidades no SAMAE e lamentaram que Nina tenha demorado para decidir assinar a CPI.

SITUAÇÃO

Os vereadores Osmair Gadotti e Anderson Kassner, da base do governo, se mostraram contrariados com as definições encaminhadas. Gadotti disse na tribuna, visivelmente decepcionado, que achava que “eram onze vereadores na Câmara”, o que foi interpretado como uma crítica ao líder do governo e ao Executivo por não ter sido ouvido sobre as definições. Por outro lado, Kassner usou a tribuna para fazer criticias ao ex-presidente do SAMAE, Ademir Isidoro, e deixou transparecer que também não sabia de nada sobre o seu afastamento da presidência da autarquia.

REUNIÃO

Fontes da RBN na prefeitura informaram que uma reunião seria realizada na Prefeitura entre o Prefeito Antidio e os vereadores da oposição, na segunda-feira à tarde, no gabinete do Executivo. Por algum motivo, o evento foi cancelado após a repercussão do Editorial da RBN na segunda-feira e as reportagens veiculadas no fim de semana.