Prefeito não conseguiu convencer vereadores a desistir da CPI


Na terça-feira à tarde, dia em que foi protocolado na Câmara o pedido de CPI, o Prefeito participou de uma reunião à distância com os vereadores que assinaram o documento. Os parlamentares estavam reunidos quando Rodrigo Livramento (NOVO) recebeu uma ligação de Jair Franzner que foi informado da presença dos demais vereadores e que a conversa seria colocada em viva voz. Foi a primeira vez, segundo os vereadores, que receberam uma ligação do prefeito desde que ele assumiu a Prefeitura. Ao longo da reunião, Franzner apelou aos vereadores que não encaminhassem a CPI sob o risco de atrapalhar o andamento dos trabalhos no SAMAE, pediu o que os vereadores desejavam para que o protocolo não fosse feito, afirmou que demitiria imediatamente todos os nomes que os vereadores relacionasse como suspeitos e que um outro nome para presidente, tecnicamente qualificado, seria apresentado.

No entanto, segundo os vereadores Rodrigo Livramento e Jeferson Cardozo, os vereadores afirmaram ao prefeito que todas as mudanças serão bem vindas, mas a CPI não deixaria de ser instalada. Ouça a fala dos vereadores abaixo.

Jeferson Cardoso (PL)
Rodrigo Livramento (NOVO)