SAMAE mantém silêncio sobre denúncia de vereador e inquérito do MP


Apesar da informação repassada pela Assessoria de Imprensa de que o Presidente do SAMAE iria se manifestar sobre as investigações de supostas irregularidades envolvendo a autarquia, ainda não houve nenhum retorno com pronunciamento oficial da presidência.  Segundo a assessoria, Ademir Isidoro falaria sobre os fatos ainda na semana passada. O Departamento de Jornalismo tem insistido com o SAMAE para ouvir os dois lados da notícia e segue aguardando uma posição da diretoria.

As denúncias ganharam notoriedade ao serem destacadas na tribuna pelo vereador Jeferson Cardoso (PSL), quando anunciou que uma quadrilha seria desbaratada com apoio do Ministério Público. As denúncias foram levadas ao Ministério Público que em resposta ao jornalismo da RBN, informou que as informações estavam sendo apuradas para possíveis aberturas de inquéritos.

Nesta semana em contato com o gabinete do vereador Jeferson Cardozo, o MP atualizou as informações destacando que havia instaurado um inquérito civil, com o número 06.2021.00002056-3, para apurar “suposta prática de atos de improbidade administrativa” com empresa contratada para a prestação de serviço. O procedimento teve seu  sigilo levantado no dia 03 de novembro de 2021. Nesse procedimento já foram realizadas as oitivas de testemunhas, requisição e documentos junto ao SAMAE e confecção, através do GAECO, de dois relatórios sobre o monitoramento de veículos da empresa contratada.

Em outra denúncia sobre serviços cobrados em desacordo com metragem maior com possível envolvimento ser servidores no suposto esquema fraudulento, houve a autuação de Notícia de Fato 01.2021.00028545-1. Sobre esta situação, o MP confirmou que a instauração de Processo Administrativo  pelo SAMAE e solicitou cópias de tudo o que foi produzido pela autarquia

E sobre uma terceira denúncia que apontava a entrega de materiais como areia, entre outros, em quantidades menores do que o expedido em notas fiscais, os depoimentos foram juntados ao inquérito civil 06.2021.0002056-3.