Campanha Maio Amarelo: foco é a segurança dos motociclistas em Jaraguá


Por meio de peças publicitárias, como outdoors, anúncios em jornais, spots em rádios e postagens em mídias digitais, a Diretoria de Trânsito e Transportes (DTT) da Secretaria de Planejamento e Urbanismo da Prefeitura de Jaraguá do Sul intensifica neste mês a Campanha do Maio Amarelo. “A ideia da iniciativa é sensibilizar os motociclistas para guiarem as suas motocicletas com atenção e responsabilidade sem abusar do seu direito, sobretudo o de guiar entre os automóveis”, justificou o diretor da DTT, Gildo Martins Andrade Filho. 

Ele acrescenta que no caso dos condutores de moto que realizam entregas – conhecidos como motoboys –   a atenção deve ser redobrada com a utilização de todos os equipamentos de segurança. “Seguindo as regras de segurança e de circulação e conduta previstas no Código de Trânsito Brasileiro a intenção é que tenhamos menos acidentes de trânsito envolvendo motociclistas”, argumentou o diretor. 

Crescimento – Recentes dados divulgados pela Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares (Abraciclo) indicam o crescimento na venda de motos no País no mês de abril deste ano em torno de 27,4% em relação ao mesmo período de 2021. 

“É um movimento que começou com a pandemia. Muitas pessoas optaram pela motocicleta para fugir da aglomeração do transporte público e para utilizá-la como instrumento de trabalho, atuando nos serviços de entrega. Mais recentemente, há aquelas que escolheram o modal para driblar a alta constante nos preços dos combustíveis”, destacou o presidente da Abraciclo, Marcos Fermanian.

Mais motocicletas nas ruas também justificam o foco da Campanha Maio Amarelo. Segundo dados do Anuário Estatístico de Trânsito do 14º Batalhão de Polícia Militar (14 BPM)  o número de motocicleta/motoneta foi 24.629 unidades em 2020 para 25.185 no ano passado. Em compensação, os acidentes de trânsito com motos e congêneres  também aumentou de 459 ocorrências em 2020 para 490 em 2021. Uma variação de de 6,33%. 

“Mais que uma obrigação prevista em lei o cumprimento das regras de trânsito por parte desses condutores objetiva salvaguardar a integridade física dos condutores, sobretudo quando levamos em consideração que a motocicleta é um veículo extremamente vulnerável”, destacou Andrade.

Fonte: Prefeitura de Jaraguá do Sul